sexta-feira, 6 de março de 2009

Assombrações



Lhe assombram várias coisas, percebo e me conta. Ela fala:

Que lhe assombram os nós na garganta, que diz, ainda hão de passar,

Que lhe assombram os pêlos do púbis de uma antiga paixão adolescente,

Que lhe assombram seus calos, suas rugas e seus cabelos brancos,

Que lhe assombram seus sonhos arquivados pra sempre,

Que lhe assombram as antigas memórias do seu velho morto, a percorrer suas veias,

Que lhe assombra a maldita sensação de, em certas noites, ter dos mais diversos e peçonhentos bichos a percorrer sua cama, a caminhar seu corpo – e, às vezes, no meio da madrugada, se levanta e assombra a casa inteira, aos gritos, aos prantos.

E me liga e me conta:

- Escorpiões, aranhas, serpentes, são tantas...


7 comentários:

...Natália Monique... disse...

só sei que não quero meus sonhos enrugados dentro de mim...nem o amor...nem os amores...nem qualquer outro sentimento.
Quero os maduro...mas nunca velhos...
não quero os peçonhentos tbém...nem as teias das aranhas...
nem tampouco elas.
querer ser feliz...parece tão clichê...rsrsr!
mas é isso que eu quero pra sempre!
e quero ter alguma tristeza só pra poder firmar mais o desejo meu!


aliás...vc nem escreve nada...nem é poeta.
tenho dó te ti e dessa sua falta de palavras..rsrsrs
peloamordedeus...vai escrever assim lá em marte!

ju peres disse...

sinistro...

Suellen Pereira Rodrigues disse...

Todos temos assombrações.
Belo texto.



Um abraço!
http://suellenpereira.blogspot.com/

Paloma Piragibe - PP; doisP; doisps disse...

profundo
e alguma momento todos nós nos sentimos assombrados...
em épocas de mudanças então....
abs, sucesso
gostei do blog : )


www.doisps.blogspot.com

jcdigital disse...

Nçao gosto de ler frases repetitivas em um curto tempo entre palavras, mas ficou sinistro seu texto.

;)

Santiago P.D. disse...

Me assombra minha sombra

hehehehe eu achei que ficou ótimo!

Dani Ribeiro disse...

são os contratos que a gente faz por aí...