quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Como Vulcano



Sim, antes com suas placas tectônicas dormentes,

Não conforme com seus microssismos e sismos de baixas magnitudes,

Enquanto tanto magma insistentemente acumulado,

Haveria de ocorrer tal erupção...


Até que se forjaram raios,

Até que se tocaram os lábios,

Até que se transformaram em um só ser...


Rios de lava,

Explosões e labaredas...


E desde então,

Nos inflama esta combinação:

Terra,

Fogo,

Oxigênio,

VULCÂNEA-PAIXÃO!



7 comentários:

O Iluminado disse...

Muito bem representativo o fenômeno do "tectonismo"

Uma bela erupção! muito bom!

Gabriela disse...

Definitivamente.. perfeito... bela postagem...

Mário Liz disse...

quando a pele treme a razão trava... ilumina a treva ... trevo de quatro folhas ... nos entregamos à sorte ...

ju peres disse...

pronto! nem preciso mais estudar pra prova de geologia!
xD

você está cada vez melhor. ficou mto bom...
como eu sou chata, acho que foi rápido. poderia ser um tantinho maior...
:P

te adorO

Ira Buscacio disse...

Voltei, pra mais um vinho.

Gosto demais desses símbolos... remetem as paixões avassaladoras.

Gosto desse fogo!

Tim, tim

belle disse...

Mto bom ;)

enkantinho disse...

Estonteante, a forma como vc brinca com as palavras, dando cor, luz e intensos sentidos à sua poética...

Inovador!