quarta-feira, 6 de maio de 2009

Um mar, um céu, uma saudade


Dentre tantos planos,
Já não via quando te encontrar,
Depois de tanta procura,
Fui encontrar no mar...

Minha linda, minha cara,
Nada se compara,
À transparência das nossas águas,
Sob a lua, sob o céu, a cada passo em nossa estrada...

Quando mergulhei na felicidade,
Já não dava pé...
Doce maré, de verdade...
Quando imaginei, mergulhei de saudade,
Já não dava pé,
Já não dava pé...

3 comentários:

disse...

Nos cantinhos obscuros desse mundão globalizado, às vezes a gente encontra um negócio gostoso de ler.

Deve ter mais bons poetas aí do que eu consigo imaginar.

=)

Luhh Freitas disse...

é sempre maravilhoso chegar nessa Taberna, e descansar o coração no que você escreve! adorei!! bjokas

ju peres disse...

:p
eu disse q tava lindo!
a foto ficou perfeita!