sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Teatro de Faz-de-Conta


Quero te ver,

Acho que poderia te amar,

Desta vez.

Mas é ficção,

Ou não é uma verdade completa.


Gosto é da forma como a luz reflete em ti,

Ou das tuas cores, como dizem.


Me apaixonei uma vez,

Pelo faz-de-conta que pensei pra nós,

Esqueci foi de te contar,

Tu, esqueceu de participar...


Gosto é do jeito que teu corpo se mexe,

quando caminha pra mim,

entre as cenas.


Me apaixonei uma vez,

Pela personagem que vesti com teu corpo,

Esqueceste foi de atuar,

Esqueci de dirigir,

Deixamos - os dois - de ensaiar...



2 comentários:

...Natália Monique... disse...

..." Acho que poderia te amar
...Mas é ficção, Ou não é uma verdade completa..."

eu já disse que é meu preferido?

óóó...vou dizer:
é meu PREFERIDO.


rrsrs
beijo

Mariana disse...

Nunca postei aqui, mas esse foi lindo, mereceu...

''Me apaixonei uma vez,
Pelo faz-de-conta que pensei pra nós''

Nem preciso falar nada.

Beijoo Neguin',

Branquinha